quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

ESTUDO - Raiz de Rebelião (Parte I).

Raiz de Rebelião (Parte I).

É maravilhoso podermos abrir a Palavra de Deus, pois é na Palavra de Deus que vamos encontrar fundamento para qualquer coisa que permanece. Cura Interior e restauração da alma é um processo. Há muitas pessoas que ficam surpreendidas, que ao ler e estudar sobre cura interior encontrando as circunstâncias do dia a dia e continuando a viver com o mesmo sistema de pensamento, cedo descobre que os problemas voltam. Alguns dizem: eu já fiz quebra de maldições, eu já fiz isto. Talvez, você pense que depois de ter passado 20 anos, 30 anos, dando lugar a determinado tipo de pensamento ou determinado tipo de sentimento, que você não tem que fazer nada a respeito. Você vai ter que agora passar por uma reestrutura e uma reformulação dos seus hábitos e dos seus sistemas de pensamentos.
É interessante notar que em II Cor. 10, quando Paulo estava falando de armas, começando no v.3 "ainda que esteja vivendo na carne", essa carne é o corpo humano, “a nossa luta não é de acordo com aquilo que se vê, porque as nossas armas são poderosas em Deus para destruir fortalezas”.
Essas fortalezas que serão destruídas, elas tem um material. Que tipo de fortaleza? As palavras seguintes respondem: Os sofismas, os raciocínios, os pensamentos, os argumentos, as maquinações, as filosofias, os sofismas que vem para a nossa mente, os sistemas de pensamento os sistemas de raciocínio, os sistemas de reflexão, de conclusões. Satanás constrói essas fortalezas com isso. São fortalezas construídas sobre sistemas de pensamentos, idéias, imaginações, imagens, de argumentos, temos armas poderosas para demolir essas fortalezas. Em outras palavras, destruir esses sistemas e construir outros, trazendo cativa a obediência do Senhor Jesus.
Tem algo a ver com o pensamento, com o que temos dentro da mente. Qual é o fundamento? A palavra escrita. Não existe substituto para a disciplina, para o arrependimento, para um estudo profundo da palavra escrita. Todo processo de libertação exige que nós mudemos de hábitos e as estruturas de nossos pensamentos. A estrutura do nosso pensamento tem que se conformar agora com a palavra.
Deus quer sarar a sua Igreja. Deus está formando um exército. Os grandes problemas que nós temos estão na alma. Nosso espírito foi recriado, mas há relacionamentos na Igreja, em casa, na escola, no trabalho. Olha os conflitos internos, olha os problemas, por muito tempo a Igreja ficou alheia a tudo isso, falando de um céu futuro enquanto cada um ia se arrastando com um mundo de problemas dentro de si. A alma é meio complicada, nós vemos como um incidente na gestação, no nascimento afeta toda uma personalidade para o resto da vida dela, a menos que ao longo do caminho se encontre com o ensino que lhe traga luz pelo Espírito Santo no reino da alma.

1º Caso

Uma irmã contou uma experiência: Ela era tímida, tinha medo de falar, suava, era farmacêutica e se convertera. Trabalhava num departamento da Igreja e quando tinha que dar relatório dos trabalhos do departamento á Igreja, era uma agonia. Mas Deus a levou por uma experiência profunda no reino da alma. Ela não conseguia chorar, um dia o Espírito Santo revelou qual era a experiência na sua infância que a impedia de chorar. Ela passou pela experiência e conseguiu chorar. Mas desta vez o Espírito Santo falou com ela: Eu estou em você, ela disse: Eu sei. O Espírito disse: veja-se em mim agora. Ela disse: Sim Senhor, eu estou em ti, tu estas em mim. Mas o Espírito Santo disse: Veja-se em mim, dentro de mim. Ela tentou imaginar-se nele e quando estava agasalhada nele, ele disse: Veja se no útero materno. Ela disse: Não. E o pavor tomou conta dela. Não, Não quero. E o Senhor disse: Aí está a origem do seu medo. Ela foi rejeitada e guardava aquela imagem que ninguém acreditava no dia do seu nascimento na maternidade, até a posição da cama.
Mas quando o Espírito de Deus revela uma coisa, ele sempre vem com a cura, revela para curar, mostra a causa para trazer cura. Vá para a palavra e deixe que o Espírito de Deus realize dentro de você uma obra profunda de restauração.
A razão pela qual Deus está restaurando a Igreja é que Jesus está às portas, ele vai levantar uma Igreja sem manchas. O que são manchas? Feridas. Rugas falam do passado. Uma Igreja livre de prisões do passado, livre das feridas, livre de memórias doridas, livre de prisões do passado, livre de experiências marcantes do passado, uma Igreja sarada.
Deus quer restaurar toda a nossa personalidade e nos dar uma terra para ser possuída e essa terra tem que ser possuída. Dentro da nossa alma não temos apenas emoções; nós temos a mente, a vontade e as emoções. É preciso conquistar a terra da mente, a terra da vontade e a terra das emoções. A terra da nossa alma muitas vezes está infestada de tantas coisas e quando olhamos começamos a ver frutos: medo, insegurança, mágoa, timidez, ódio, complexo, orgulho e muitas vezes para resolver esses problemas é como se pegássemos uma arvore e cortássemos as extremidades de uma folha, nós temos que descer até a raiz e colocar o machado na raiz, para que a arvore inteira morra.
Então não adianta lidar com aquilo que vem a superfície é preciso descer a raiz do problema, porque o fruto é conseqüência da qualidade da raiz e a raiz não se vê, está escondida. A raiz está escondida em nosso passado, em nossa subconsciente, na profundeza do nosso ser, nós dependemos da palavra de Deus para ver onde está escondida a raiz. E todos esses problemas da alma poderiam ser classificados em 5 raízes de amargura, de rejeição, de rebelião, de orgulho e raízes de ocultismo. Todos esses problemas no reino da alma descem à raiz.
Você tem que formar novos hábitos de pensar em linha com a palavra de Deus. Como é que vou prender os maus pensamentos? Abra a boca quando vier um pensamento que não está em linha com a palavra de Deus diga: “Alto lá eu te sujeito a Jesus Cristo”. É assim com a disciplina do trabalho que nós vamos mudar a estrutura de pensar, começamos a pensar diferente. Estou pronto para colocar o machado na raiz quando ela for descoberta. As obras de Satanás estão sempre ligadas a esta raiz. Nunca lide com o problema apenas pelas circunstâncias daquele momento. As circunstâncias daquele momento é um extravasar de algo que foi edificado ao longo do tempo aquele não é o problema, temos que ir a raiz.
Deus criou o homem conforme a sua imagem, Gen. 1:26 "Façamos o homem a nossa imagem e semelhança...". Deus fez o homem para se relacionar com ele, o propósito de Deus é que o homem se relacione com ele Deus deu ao homem 3 necessidades básicas: Amor, Compreensão e Aceitação. No relacionamento com Deus, Deus supriu o homem dessas necessidades: Deus ama, compreende e aceita. Satanás vem para roubar o amor, para roubar a compreensão e a aceitação. E uma pessoa privada dessas 3 coisas vai crescer com a alma totalmente desestruturada. Mas infelizmente vem a transgressão, e o que é transgressão? É uma rebelião contra Deus. O relacionamento foi quebrado porque o homem se rebelou contra Deus. O que leva alguém a se rebelar? A independência de si mesmo, o desejo de seguir o seu próprio caminho, a própria vontade, a auto-independência e em conseqüência da rebelião de Adão toda a raça humana nasceu com raiz de rebelião destilada dentro da sua própria natureza.
O que acontece com uma criança quando ela não é ensinada, cedo ela vai manifestar as raízes de rebelião. Você diz: faz isso ela diz: Não faço. Você vai ensinar. Mas já nasceu dentro do homem essa raiz de rebelião e quando isso não é vencido torna-se um problema. Você pergunta um crente pode ter raiz de rebelião? Sim, são essas raízes de rebelião que nos leva a desobedecer a Deus e a fazer o que Ele não diz.

2º Caso

Uma criança no carro, a mãe diz: Sente-se. Não quero. Ficava em pé. Sente-se, ficava em pé e finalmente a mãe pegou-a pelo braço você vai ficar sentada! Ficou sentada. Estou sentada por fora, mas por dentro estou de pé. Eis a raiz de rebeldia, eu vou fazer o que eu quero e não o que você quer, posso fazer por fora, mas por dentro faço o que eu quero.

A Rebelião é Como o Pecado de Feitiçaria.

Em I Samuel 15:23: "Porque a rebelião é como pecado de feitiçaria e a obstinação é como a idolatria e culto a ídolos do lar. Visto que rejeitaste a palavra do SENHOR, ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei."
Quando alguém se torna separado de Deus, perdeu sua identidade, e alguém quebrado, desestruturado, não encontra sua plenitude. O homem só se encontra plenamente satisfeito quando ele está em perfeita harmonia com Deus. A plenitude de nossa vida se encontra no relacionamento com Deus. Quer ser plenamente feliz? Vai ser na obediência, no relacionamento e na comunhão com Deus. E a rebelião vem quebrar tudo isso, a salvação de nossa alma começa exatamente nesse ponto em que eu me submeto a Deus, de volta para ele para manter o relacionamento que ele projetou para mim desde o princípio.
A rebelião é uma feitiçaria, é uma idolatria. E o que é rebelião? É a disposição do coração do homem a seguir o seu próprio caminho, esquecendo-se do caminho de Deus para a sua vida. Nós vamos sofrer as conseqüências dessas escolhas erradas. Muitas vezes gozamos do perdão de Deus, mas colhemos as conseqüências.
Suponhamos um casamento errado, a solução não será o divórcio, mas trabalhar nesse casamento. Não é o plano 100% de Deus, mas ele vai dar graça, não tenha ilusão pelo fato de você ter se convertido que amanhã todos os problemas vão desaparecer da sua vida. Deus vai lhe dar graças. Um rapaz com AIDS, vem procurar e disse: Converti-me e me ensinaram que eu tenho que exigir de Deus a minha cura, deixei de tomar os remédios e fiquei pior. Essa é uma falsa esperança, você deve investir na pessoa, nem sempre um aidético que se converte poderá ser sarado. Sua carne pode ser destruída por causa do juízo de Deus sobre o pecado que assola a humanidade, mas o seu espírito será salvo. É preciso entender essas coisas. A rebelião tem suas conseqüências embora venham o perdão e o relacionamento com Deus. Muitas vezes certos espinhos, certas dificuldades ainda permanecerão.

3º CASO

Uma vez numa certa cidade morava uma jovem que estava num hospital com câncer na língua. Chamaram a missionária, e ela foi consultar a Deus, pois várias pessoas foram orar e nada aconteceu, ela não era a solução. É preciso procurar a causa, todos foram orar e nada. Quando orava Deus disse-lhe: Não vá orar por ela, pois vai morrer, a carne será destruída para que o espírito seja salvo. A missionária foi investigar a história. Essa jovem começou a namorar um homem casado e sua esposa era macumbeira. Satanás não constrói nenhum base em nossa vida sem que antes conquiste um direito legal. Esta jovem deu a Satanás um direito legal de agir em sua vida. Apareceu um caroço na língua e ela foi para a Igreja, pediu que orasse, a Igreja orou e o caroço sumiu. Mas ela não deixou de andar com o homem. É claro que houve uma feitiçaria feita contra ela. O caroço voltou, foi para o hospital e em poucos dias o câncer tomou conta de sua boca. E aquele senhor continuou a visitá-la no hospital. Conclusão: E se Deus interviesse com milagre não seria bom para ela, sua vida seria destruída, porque ela queria o caminho do pecado, da rebelião. O melhor mesmo era Deus não responder as suas orações e deixar que a carne fosse destruída por causa do seu pecado e o seu espírito fosse salvo.
Amados, Deus segue princípio justo dentro da legalidade por ele estabelecida dentro do seu reino. Se você tiver que sofrer as consequências de uma rebelião, como por exemplo: suportar um companheiro que não era o ideal ou ver o seu corpo sendo destruído, ou uma morte prematura ainda assim Deus lhe daria graça e assistência para que você atravesse os dias da prova e seja salvo e receba a coroa da vida. Pode ser que no longo caminho o milagre aconteça, ele vai dar paciência e graça enquanto isso não acontece. Paulo tinha que lutar com um espinho na carne que era um mensageiro de satanás, ele queria tanto que não houvesse um demônio lhe esbofeteando.
Entramos em conflito com as trevas, você vai encontrar resistência é uma luta, mas Deus lhe dá graça para vencer, suportar e você sai vitorioso. A moça cancerosa partiu será que foi derrota? Não seria derrota se ela fosse sarada e vivesse com aquele homem no pecado, destruindo a sua vida e a vida de tantas outras pessoas.
O que é a morte para o salvo? É um novo dia. Olhem para o sol, o nascer do sol e o por do sol parecem muitos semelhantes. Olhem para o céu, a cor do céu é igual, mas, o romper da aurora pré-anuncia um novo dia que se tornará cada vez mais claro. A morte do crente é como o romper da aurora é o começo de um novo dia em que ele entrará na luz e em plena posse de tudo que é seu em Cristo Jesus.
Mas a morte daquele que não conhece a Cristo é o fim do dia, e o por do sol é o começo da morte, quando a escuridão se tornará mais densa. Satanás colocou dentro da sua natureza por força do pecado esse espírito de rebeldia, de independência de Deus, que lhe faz viver como se Deus não existisse. Isso tem tristes conseqüências para sua vida, mas ainda tem tempo, volte-se para Deus e haverá uma recompensa. Você encontrará no seu relacionamento com Deus, sua verdadeira origem e seu verdadeiro descanso.

A Fonte da Rebelião.

Onde a rebelião tem sua raiz? A primeira fonte de rebelião é o ORGULHO.
Em Isaías 14:13,14 "Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do Norte; subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao altíssimo".
Registra a história de Satanás "Vs. 13" 5 vezes satanás usa a primeira pessoa e as 5 coisas que ele deseja para si:
1º - Subirei acima dos céus = Eu vou subir, eu vou colocar o meu lugar acima dos Céus.
2º - Eu vou exaltar o meu trono.
3º - Eu me exaltarei = as extremidades do norte, segundo os antigos, eram as moradas dos deuses, então está dizendo: eu vou me assentar nas moradas dos deuses.
4º - Subirei as alturas.
5º - Serei semelhante ao altíssimo.
Por 5 vezes Satanás manifesta que ele quer ser o que Deus não intentou fazê-lo. Esta é a fonte de rebelião, contrário ao plano de Deus. Mas glórias a Deus, Deus tem a última palavra e Deus também tem 5 palavras para satanás e a palavra de Deus é a última e a última palavra é a que permanece: Isaías 14:15,16 "Contudo serás precipitado para o reino dos mortos, no mais profundo do abismo. Os que te virem te contemplarão, hão de fitar-te e dizer-te: É este o homem que fazia estremecer a terra, e trema os reinos?"
1º - Lançou no inferno.
2º - Tornando em espetáculo. Em Colossenses declara: que Jesus expôs Satanás ao espetáculo no reino do espírito.
3º - Escarnecido as pessoas vão dizer: é esse que fazia estremecer a terra e tremer os reinos?
4º - Será lançada ao túmulo como esqueleto.
5º - Só e coberto de morte. Deus abaterá o orgulho de satanás. Deus abaterá o orgulho dos homens; a rebeldia é como pecado de feitiçaria e a sua raiz está no orgulho.

Graus de Rebelião.

A rebelião segue um processo, vai de um estágio a outro estágio até chegar ao seu clímax:
1º Estágio – Ferida. Você é ferido e machucado e esta ferida se degenera em ressentimento.
2º Estágio - O Ressentimento. Quando alguém lhe machuca o ressentimento começa a tomar conta, degenera-se em amargura que é um estágio mais elevado. O autor dos Hebreus diz: “Que não haja em vós nenhuma raiz de amargura que brotando, vos perturbe e por ela todo o corpo seja contaminado".
3º Estágio - A Amargura. A ferida é instantânea, alguém lhe fere e a resposta a este ferimento é o ressentimento, quando este ressentimento começa a amadurecer se transforma em amargura que envenena toda a alma e manifesta-se nas suas atitudes.
4º Estágio - A amargura se transforma em ódio. O segredo de tudo é lidar imediatamente com a ferida. Na hora que ferida chega, em vez de aceitá-la transferir para Jesus, por que pelas suas pisadas fomos sarados e não deixar a coisa degenerar. Se deixar se degenerar tem que haver uma "Senhora" libertação ai é preciso quebrar cadeias horríveis que prenderam sua alma. E ódio leva a rebelião. É uma cadeia, e a rebelião coloca você totalmente contrário a Deus. Tem pessoas que não tem coragem de dizer: Deus eu te odeio, mas em toda a sua conversa ela mostra a sua própria amargura de Deus e sua rebeldia contra ele. Como verificamos a nossa rebeldia contra Deus? Num simples quebrar de um dos seus mandamentos, na desobediência de um preceito estamos nos rebelando contra ele, estamos manifestando a raiz de rebelião que está lá dentro de nós.
Ainda quando nós crescemos somos cobertos de uma fachada de educação, de ética e não vamos sair dizendo tudo quanto pensamos ou sentimos, mas as nossas atitudes vão revelar que lá dentro há raízes que precisão ser aplicadas. Não adianta tentar cobrirmos um problema que aconteça hoje ou amanhã.
Em casa o pai deu uma ordem só que o filho faz diferente, e quando o pai cobra começa a reclamar: Ah! Mas isso não tem lógica. Mas isso não tem nada haver com lógica, tem haver com obediência. Tem lógica, Deus falar: De todas as árvores podem comer, não toquem nessa. Tem lógica? Tem haver com obediência. Mas Deus, por que não posso comer dessa? Eu te dei todas, mas nessa, não toques. Obediência. A rebelião se manifesta em não ser capaz de obedecer a Deus. Tu vais morrer. Mas eu vou comer. Então come. A rebelião traz morte espiritual, morte física, envenena a alma.
Pastor Carlos Alberto Alves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário